François Muleka, franco-difusor de perfumes

28/01/2012

Esta semana, em algum momento, reiterei a percepção de que músico bom é também gente boa. O ser humano que faz o som faz o som ser humano. Negro-beleza, papai recém-nascido, Fortunato, como me disse que se chamava quando cruzei com ele por acaso da vida perto de um ensaio de maracatú há uns dois anos. François (Françuá) de batismo, filho de africanos, figura ímpar pela translucidez numa ilha que vi esta semana ser chamada de vaidosa. É, além de tudo o mais, produtor. Em 2011 trouxe a Fpolis o espetáculo… (clique no link abaixo e siga a leitura).

François Muleka, franco-difusor de perfumes.


%d blogueiros gostam disto: