Exposição PLURAIS, de Paulo Pugialli, fica ao longo de um mês na Fundação Cultural Badesc

05/10/2009

Clique sobre as imagens para ampliá-las (Divulgação – Todos os direitos reservados)

O QUÊ: Exposição Plurais.

QUANDO: Abertura, dia 7, às 19 horas. Visitação de 8 de outubro a 6 de novembro, de segunda à sexta, das 8 às 18 horas.

ONDE: Fundação Cultural Badesc. Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis, tel.: (48) 3224-8846.

QUANTO: Entrada gratuita.

Abaixo, texto enviado por Fifo Lima:

Pugialli expõe na Fundação Cultural Badesc

Paulo Roberto Pugialli abre a exposição Plurais quarta-feira (7), às 19 horas, na Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis. O artista denomina a coleção de pinturas-objeto. São imagens em absoluta desordem, da concepção visual ao suporte das telas.

A arte de Pugialli está entranhada da sua própria maneira de viver. O artista é um nômade que vai adicionando referências e estabelecendo relações com o ambiente por onde tem vivido. Ele não acumula nada em sua vivência, nem sua própria obra. Seu acervo está em um microcomputador.

No projeto da exposição para a Fundação Cultural Badesc, Pugialli exibe uma sequência no qual “a proposta curatorial é de alterar as relações espaciais do volume da pintura e do local expositivo, procurando alterações da situação limite entre o espectador, a estrutura pictórica e o lugar”, descreve o artista plástico e gravador Nelson Hohmann.

São obras que expõem o visitante a uma leitura movediça. Nas telas do artista é possível visualizar a retória da desordem. “Por mais que a sociedade, as autoridades, tentem organizar a vida, a desordem tem um poder maior e se estabelece”, diz o artista.

A pluralidade da linha e da forma das pinturas-objeto expõe confiança e cilada, e conduzem o espectador a explorar uma geometria do insconsciente. São caminhos muitas vezes estabelecidos pelas próprias dobras das telas que sugerem outras leituras das imagens.

Segundo o artista plástico José Maria Dias da Cruz, a obra de Pugialli “está em consonância com as mais avançadas pesquisas da arte contemporânea internacional, ampliando os conceitos de linha, superfície e ritmo”.

O artista estudou artes plásticas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, e no Museu da Gravura da Cidade de Curitiba. Em 1998 recebeu o prêmio principal no 55º Salão Paranaense. Sua obra está representado em coleções particulares e públicas no Brasil e no exterior.

Pugialli foi selecionado pela comissão do edital de arte da Fundação Badesc, que escolhe seis exposições por ano de projetos de todo o Brasil. Além das seis exposições selecionadas, há ainda mais um artista convidado, que em 2009 foi Walmor Corrêa.

O QUÊ: Exposição Plurais. QUANDO: Abertura, dia 7, às 19 horas. Visitação de 8 de outubro a 6 de novembro, de segunda à sexta, das 8 às 18 horas. ONDE: Fundação Cultural Badesc. Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis, tel.: (48) 3224-8846. QUANTO: Entrada gratuita.

CONTATO:

Paulo Roberto Pugialli
(48) 3224-8846

FIFO LIMA press
assessoria de imprensa
(48) 4141-2116, 9146-0251

Anúncios

Formação para quem trabalha com cultura

08/08/2009

Gestão e Marketing na Cultura (Divulgação)

A proposta do curso parece bem interessante.

Informações Gerais

Carga horária: 180 horas/aula
Período: 21 de agosto a 29 de novembro
Horário das aulas: 18h45 às 22h20
Local: Fundação Cultural Badesc (veja mapa com localização)
VAGAS LIMITADAS

Inscrições

Data: até 20 de agosto
Local: Fundação Cultural Badesc
Rua Visconde de Ouro Preto, 216
Centro – Florianópolis – SC
(48) 3224 8846

Valor da inscrição: R$ 30,00. A inscrição é apenas no processo seletivo (mediante análise de currículo). Caso haja aprovação, a matrícula custa mais de 900 reais, parceláveis em 1 entrada mais 3 vezes. É um investimento relativamente alto, mas em Florianópolis não deve acontecer nada semelhante nos próximos tempos.

Segundo um texto do Alê Barreto publicado no Overmundo, mais de 70% dos municípios brasileiros podem se desenvolver caso se dediquem a fazer girar a roda da economia da cultura.


Mostra Internacional Cinema e Religião em Floripa

25/04/2009

Cruzes da Capela São Sebastião (foto: Felipe Obrer)

Numa cidade em que pipocam reclamações sobre a cena cultural, vale prestigiar eventos que dão espaço à diversidade, como a Mostra Internacional de Cinema e Religião, que traz para Florianópolis parte da sétima edição de “Olhares Sobre o Sagrado”.

Para conferir a programação completa, as sinopses dos filmes e um texto do curador da mostra, CLIQUE AQUI


%d blogueiros gostam disto: