Show de lançamento do CD Narrativas de Catarina dia 30 de abril (quinta)

Segundo o texto da Vanessa FJ:

O Narrativas de Catarina é um projeto musical que percorreu parte do Estado, com apresentações em espaços alternativos, com intuito de trazer ao conhecimento do público catarinense o trabalho de músicos do próprio Estado, pouco conhecido até então. Com um recital de piano e voz, Ive Luna, cantora do grupo Cravo-da-Terra, e Carla Pronsato, resgatam canções que te permitem viajar no tempo, e lembrar daquelas narrativas que existiam em disquinhos de histórias.

A Ive conta que foi buscar inspiração nas suas memórias de infância. “Desde criança sempre gostei muito de ouvir as canções do Chico Buarque que contavam histórias, como Geni, Minha História, coisas assim. A Nara Leão também interpretava várias, como a Estrada e o Violeiro, de Sidney Miller. Eu adorava ficar ouvindo… O pessoal da minha idade cresceu ouvindo os disquinhos. Eram o máximo, muito bem orquestrados. A gente ainda sentava pra ouvir histórias”.

Narrativas de Catarina vai bem por aí. A Ive conta histórias (voz e flauta) junto com a Carla (piano) e você dá aquela viajada no tempo. As músicas que compõem o show, um total de 12, foram escolhidas depois de uma vasta pesquisa entre compositores do Estado. Ao longo dos meses, foram aparecendo músicas muito diferentes e nem todas narravam fatos, mas descreviam cenas e ações, ou representavam a fala de uma personagem. O processo de seleção buscou uma unidade para o trabalho, que segundo ela, tinha em mente um repertório que representasse a fala de todo mundo da cidade, e não de um grupo exclusivo, ou de um grupo que faz música parecida com a que ela faz. “É claro que seria mais fácil interpretá-las se tivesse sido assim. Mas a pesquisa perderia o sentido”.

A intenção era reunir a composição de músicos contemporâneos de Florianópolis que não têm espaço na mídia radiofônica e, por isso, não têm seus trabalhos reconhecidos pelo público. “Penso sempre que precisamos dar testemunho do que vemos e ouvimos perto de nós”, afirma.

A Ive entende que as narrativas representam a memória do povo, guardada nas crônicas ancestrais, nos rituais e nos contos folclóricos. Lembra que as histórias de todas as nações que surgiram antes da escrita, se sustentaram, principalmente, por ter havido as narrativas orais. Assim, as narrativas mantêm sua função de contar histórias de uma nação, transmitindo o legado daqueles que viveram antes. “Cabe a nós a tarefa de continuar a tecer o fio”.

As 12 composições

Terno de Reis – domínio público
Disse-disse – Sìlvio Mansani
O nascimento – Neno Miranda
Último canto de Anita para Garibaldi – Emílio Pagotto
Nossa Barulheira – Gazu (Dazaranha)
Polyana – Tony
Festa pra Cascaes –Denise de Castro
O Navegador – Márcio da Vila (Tijuqueira)
Martinho –Ive Luna
A fábula e o mar – Jefferson Bittencurt
Milonga – Marcelo Mello
Clara Canção – Luiz Gustavo Zago

______________

Ive Luna – flauta
Carla Pronsato – piano
Rodrigo Paiva – bateria

SESC Prainha – Travessa Syriaco Atherino, número 100, no Centro de Floripa.

30/4/2009, às 21:00h

O ingresso é gratuito.

http://www.overmundo.com.br/overblog/narrativas-de-catarina

Informações: (48) 3229-2208

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: